Vai passar
(1984)
 
Música e letra: Francis Hime e Chico Buarque
 
 
Francis Hime (Francis Victor Walter Hime) é compositor, pianista, maestro, arranjador e cantor; nasceu no Rio de Janeiro em 31/08/1939 tendo iniciado seus estudos de piano aos 6 anos de idade e de 1955 a 1959 estudou em Lausanne na Suiça. Em 1962 passou a frequentar a casa de Vinícius de Moraes em Petrópolis juntamente com Carlos Lyra, Baden Pawell, Edu Lobo, Dori Caymmi, Wanda Sá e Marcos Valle e é dessa époce sua primeira parceria com Vinícius, "Sem mais adeus" gravada por Wanda Sá. Em 1969 formou-se em engenharia, casou-se com a cantora Olívia Hime e continuou seus estudos musicais nos Estados Unidos por 4 anos; participou ativamente de inúmeros Festivais de Música Popular sendo autor mais de cem composições solo e com os melhores parceiros como Vinícius de Moraes, Chico Buarque, Toquinho, Dias Gomes, Gilberto Gil, Milton Nascimento, Paulinho da Viola, Ruy Guerra, Paulo Cesar Pinheiro, Ivan Lins, Victor Martins, Cacaso, Capinan e outros. Suas músicas de maior sucesso são: "Vai passar", "Atrás da porta", "Luíza", "Trocando em miúdos" todas com Chico Buarque.
Segundo definição do musicólogo Ricardo Cravo Albin, Francis Hime pertence à  realeza musical do Brasil, sendo da mesma linhagem de Tom Jobim, Carlos Lyra, Cartola, Chico Buarque e alguns poucos.
 
Chico Buarque: a partir dos anos 70 suas músicas  passaram a ter cunho mais fortemente social, como "Apesar de você", "Cálice", "Bolsa de amores", "Tanto mar" todas  censuradas pelo governo militar da época.
Chico compôs mais de duzentas músicas, só e com diversos parceiros sendo considerado um dos mais eruditos, profícuos e importantes compositores da MPB.
Participou de inúmeros espetáculos teatrais, filmes e mais recentemente dedica-se à literatura tendo escrito várias obras de sucesso.
 
Dárcio Fragoso
 
 
Vai passar
(1984)
 
Música e letra: Francis Hime e Chico Buarque
 
 
Vai passar nessa avenida um samba po.....pu......lar
Cada paralelepípedo da velha cidade essa noite vai se arrepiar
Ao lembrar que aqui passaram sambas imortais
Que aqui sangraram pelos nossos pés
Que aqui sambaram nossos ancestrais

Num tempo página infeliz da nossa história,
passagem desbotada na memória
Das nossas novas gerações
Dormia a nossa pátria mãe tão distraída
 sem perceber que era subtraída
Em tenebrosas transações
Seus filhos erravam cegos pelo continente,
levavam pedras feito penitentes
Erguendo estranhas catedrais
E um dia, afinal, tinham o direito a uma alegria fugaz
Uma ofegante epidemia que se chamava carnaval,
 o carnaval, o carnaval
Vai passar, palmas pra ala dos barões famintos
O bloco dos napoleões retintos e os pigmeus do boulevard
Meu Deus, vem olhar, vem ver de perto uma cidade a cantar
A evolução da liberdade até o dia clarear

Ai que vida boa, o lelê, ai que vida boa, o lalá
O estandarte do sanatório geral vai passar
Ai que vida boa, o lelê, ai que vida boa, o lalá
O estandarte do sanatório geral vai passar
 
Vai passar nessa avenida um samba po.....pu......lar
Cada paralelepípedo da velha cidade essa noite vai se arrepiar
Ao lembrar que aqui passaram sambas imortais
Que aqui sangraram pelos nossos pés
Que aqui sambaram nossos ancestrais

Num tempo página infeliz da nossa história,
passagem desbotada na memória
Das nossas novas gerações
Dormia a nossa pátria mãe tão distraída
 sem perceber que era subtraída
Em tenebrosas transações
Seus filhos erravam cegos pelo continente,
levavam pedras feito penitentes
Erguendo estranhas catedrais
E um dia, afinal, tinham o direito a uma alegria fugaz
Uma ofegante epidemia que se chamava carnaval,
 o carnaval, o carnaval
Vai passar, palmas pra ala dos barões famintos
O bloco dos napoleões retintos e os pigmeus do boulevard
Meu Deus, vem olhar, vem ver de perto uma cidade a cantar
A evolução da liberdade até o dia clarear

Ai que vida boa, o lelê, ai que vida boa, o lalá
O estandarte do sanatório geral vai passar
Ai que vida boa, o lelê, ai que vida boa, o lalá
O estandarte do sanatório geral vai passar
 
Vai passar nessa avenida um samba po.....pu......lar
Cada paralelepípedo da velha cidade essa noite vai se arrepiar
Ao lembrar que aqui passaram sambas imortais
Que aqui sangraram pelos nossos pés
Que aqui sambaram nossos ancestrais

Num tempo página infeliz da nossa história,
passagem desbotada na memória
Das nossas novas gerações
Dormia a nossa pátria mãe tão distraída
 sem perceber que era subtraída
Em tenebrosas transações
Seus filhos erravam cegos pelo continente,
levavam pedras feito penitentes
Erguendo estranhas catedrais
E um dia, afinal, tinham o direito a uma alegria fugaz
Uma ofegante epidemia que se chamava carnaval,
 o carnaval, o carnaval
Vai passar, palmas pra ala dos barões famintos
O bloco dos napoleões retintos e os pigmeus do boulevard
Meu Deus, vem olhar, vem ver de perto uma cidade a cantar
A evolução da liberdade até o dia clarear

Ai que vida boa, o lelê, ai que vida boa, o lalá
O estandarte do sanatório geral vai passar

 
 
 
Música: Vai Passar
Autoria: Música e letra: Francis Hime e Chico Buarque
Interpretação: Chico Buarque
 
Pesquisas e História por Dárcio Fragoso
Imagens: Chico Buarque ,adquirida em grupo de trocas
 por Francys Dejtiar
Projeto ,Formatação e Edição Final : Marilene Laurelli Cypriano

 
Para enviar a um amigo clique no coração
e siga as instruções
 
 
|Principal Menu  |Fale comigo | Voltar
Direitos autorais registrados®
 
Importante:
Resgatar e preservar as músicas populares brasileiras é nosso objetivo. Através da internet estamos propiciando a todas as pessoas, em qualquer lugar do mundo, o acesso às belíssimas músicas, muitas delas relegadas ao esquecimento.
Música Popular Brasileira é um dos aspectos mais ricos e importantes da cultura brasileira, retratando costumes, idéias e valores de cada época.
Nosso único compromisso é com os compositores, cantores e suas obras.
Não temos nenhum objetivo comercial e financeiro; as imagens, músicas e suas  letras  são obtidos nos diversos sites da  internet; nosso trabalho é puramente de pesquisa e a seleção das músicas são escolhidas e  julgadas por nós as mais significativas em cada década.
Numa primeira etapa incluímos algumas composições em suas respectivas décadas de lançamento, mas pretendemos continuar incluindo outras músicas porventura ainda não incluídas, num trabalho contínuo e de longo prazo.


Página melhor visualizada
em Internet Explorer 4.0 ou Superior
800x600

 

Direitos Autorais Reservados ®
* Campanha pelos Direitos Autorais na Internet *