Modinha
(1968)
 
Composição: Sérgio Bittencourt
 
Interpretação: Altemar Dutra e Nelson Gonçalves
 
Música vencedora do Festival "O Brasil canta o Rio" em 1968, interpretada por Taiguara. Sérgio Bittencourt, jornalista e compositor, filho do fabuloso Jacob do Bandolim, nasceu em 1941 no Rio de Janeiro. Atuou como jornalista em vários jornais do Rio de Janeiro como Correio da Manhã e O Globo. Atuou também em rádio e televisão sempre em programas ligados à música. Foi em toda sua vida defensor ferrenho da verdadeira música brasileira. Cresceu e conviveu desde criança com o mundo musical por influência do pai. Seus maiores sucessos como compositor foram "Modinha" e "Naquela mesa". Faleceu precocemente em 9/7/1979.
Altemar Dutra de Oliveira nasceu em 6/10/1940 em Aimorés MG. Considerado um  dos maiores fenômenos da música romântica brasileira, chegou ao Rio de Janeiro em 1957 trazendo carta de apresentação para o compositor Jair Amorim, que percebendo desde logo o grande potencial de Altemar apresentou-o aos amigos do meio artístico. Começou a cantar na boate Baccarat, mas como era menor de idade teve de se esconder várias vezes do Juizado de Menores. Fez amizade com vários artistas e graças à influência dos amigos do Trio Iraquitan conseguiu gravar seu primeiro disco em 1963 onde se destacou "Tudo de mim" de Evaldo Gouveia e Jair Amorim. A partir de então foi um enorme conjunto de sucessos a cada LP gravado e show realizado. Gravou centenas de músicas com muito sucesso no Brasil e no exterior, principalmente nos países de língua espanhola. É considerado o maior cantor romântico da música popular brasileira.
Faleceu precocemente em 9/11/1983 em Nova Yorque.
O cantor e compositor Nelson Gonçalves, nome artístico de Antônio Gonçalves Sobral, nasceu em 21/6/1919 em Santana do Livramento RS mas seus pais mudaram-se para São Paulo logo após seu nascimento, residindo no bairro do Brás. Teve vida intensamente boêmia e gravou seu primeiro disco em 1941, graças à ajuda de Benedito Lacerda, o samba de Ataulfo Alves "Se eu pudesse um dia". Teve carreira de muito sucesso, inspirando-se em Orlando Silva, de quem manteve sempre alguma influência. Gravou inúmeros discos 78 rpm, 120 LPs e 20 CDs. Vendeu cerca de 50 milhões de discos e recebeu 15 discos de platina e 41 de ouro. Em 2001 o cineasta Elizeu Ewald fez o filme "Nelson Gonçalves" contando sua vida tendo o ator Alexandre Borges no papel principal. Compôs 120 músicas, algumas solo, outras com parceiros e a maioria com Adelino Moreira seu grande parceiro. Suas músicas de maior sucesso foram : "A camisola do dia", "Vermelho vinte e sete", "Atiraste uma pedra"  todas de Herivelto Martins e David Nasser, "Meu vício é você", "Fica comigo esta noite", "A volta do boêmio" estas de Adelino Moreira.
Nelson Gonçalves, segundo o musicólogo Ricardo Cravo Albin, "foi o derradeiro dos grandes intérpretes que vinham na generosa tradição de abrir o peito e cantar (e encantar) mesmo sem microfone: Chico Alves foi o primeiro, depois vieram Orlando Silva, Carlos Galhardo, Silvio Caldas e Nelson Gonçalves. O traço comum a todos esses grandes cantores era o repertorio romântico, que embalava as profundezas ancestrais de um povo como o nosso, tão visceralmente mulato, fruto de três raças sentimentais como o branco, o escravo negro e o índio roubado em suas próprias terras". Nelson faleceu em 18/4/1998 no Rio de Janeiro.
 
Dárcio Fragoso
 
 
 
Modinha
(1968)
 
Composição: Sérgio Bittencourt
 
Interpretação: Altemar Dutra e Nelson Gonçalves
 
 
 
 
 
 Olho a rosa na janela
 
 Sonho um sonho pequenino
 
 Se eu pudesse ser menino
 
 Eu roubava essa rosa,
 
 E ofertava todo prosa
 
 À primeira namorada
 
 E nesse pouco ou quase nada,
 
 Eu dizia o meu amor, o meu amor...
 
 
 
 
 Olho o sol findando lento
 
 Sonho um sonho de adulto,
 
 Minha voz, na voz do vento,
 
 Indo em busca do teu vulto,
 
 E o meu verso em pedaços,
 
 Só querendo o teu perdão,
 
 Eu me perco nos teus braços,
 
 E me encontro na canção...
 
 
 Ai, amor, eu vou morrer,
 
 Buscando o teu amor,
 
 Ai, amor eu vou morrer, 
 
 Buscando o teu amor...
 
 
 Ai, amor, eu vou morrer,
 
 Buscando o teu amor,
 
 Ai, amor eu vou morrer, 
 
 Buscando o teu amor...
 

.
Música: Modinha
Autoria:
Ségio Bittencourt
Interpretação:
Altemar Dutra e Nelson Gonçalves
 
Pesquisas e História por Dárcio Fragoso
Plano de fundo por Marilene
Imagens adquiridas em E-Groups de Trocas
Projeto ,Formatação e Edição Final : Marilene Laurelli Cypriano

 
Para enviar a um amigo clique no coração
e siga as instruções 
 
|Principal Menu |Fale comigo | Voltar
Direitos autorais registrados®
 
Importante:
Nosso objetivo é resgatar, preservar e divulgar músicas populares brasileiras. Através da internet propiciamos às pessoas, em qualquer lugar do mundo, acesso às belíssimas músicas brasileiras que se constituem num dos aspectos mais ricos e importantes da nossa cultura, retratando costumes, idéias e valores de cada época. Nosso único compromisso é com os compositores, cantores e suas obras. Não temos nenhum objetivo comercial, nem financeiro, nem econômico; nossas imagens, músicas e letras são obtidas nos diversos sites da internet; divulgamos todos os créditos, arcamos com os custos de nosso trabalho e da manutenção do site.  

Página melhor visualizada
em Internet Explorer 4.0 ou Superior
800x600
 
The full length songs on these sites are copyrighted by the respective artist and are placed here for entertainment and evaluation purposes. No profits are made for this site from their use. Please support these artists and purchase their music if you like it. I accept no legal liability for misuse by others of any of these selections as in regard to any and all copyrights which may or not be applied to any selection contained within these pages. 

Todas as músicas deste site têm seus direitos autorais garantidos para seus autores e intérpretes e estão aqui apenas para avaliação e entretenimento, não sendo possível copiá-las. Nenhuma recompensa financeira é obtida pelo proprietário do site ou de quem aloca este espaço. Por favor apoie o artista e compre seu disco, se você gostar da música. Não será aceita qualquer responsabilidade legal pelo uso indevido destas páginas e suas músicas  por pessoas não autorizadas por quem de direito. 


Direitos Autorais Reservados ®
* Campanha pelos Direitos Autorais na Internet *