Amor em paz
(1960)
 
Composição : Tom Jobim e Vinícius de Moraes
 
Interpretação : Agostinho dos Santos
 
Música lançada originalmente no LP "Agostinho, sempre Agostinho" de 1960, teve posteriormente inúmeras outras gravações.
Antonio Carlos Jobim foi o compositor brasileiro mais famoso dentro e fora do Brasil, na última metade do século XX. Carioca, nascido na Tijuca em 25 de janeiro de 1927. Iniciou seus estudos musicais em 1941 com o professor Hans Joachim Koellreuter, teve  excelente formação musical com os professores Lucia Branco, Tomás Terán, Leo Peracchi e Alceu Boccchino. Formou com Vinicius de Moraes a mais famosa dupla de compositores da moderna música popular brasileira: provavelmente a dupla mais erudita onde Vinícius era mais letrista e Tom mais compositor. Conheceram-se em 1956, através de Lúcio Rangel, no famoso Bar Gouveia, em frente à Academia Brasileira de Letras, quando foi convidado e aceitou musicar a peça "Orfeu da Conceição" de Vinícius de Moraes. Compuseram juntos músicas maravilhosas como "Se todos fossem iguais a você", "Eu sei que vou te amar", "Chega de saudade", "Garota de Ipanema" (uma das músicas mais gravadas em todo o mundo), "A felicidade", "Insensatez", "Canção de amor e paz", "Ela é carioca", "Eu não existo sem você" e muitas outras. Participaram ativamente das músicas de transição entre a fase "dor de cotovelo" e a bossa nova, cujo marco inicial considera-se a música "Chega de saudade", gravada por Elizeth Cardoso no LP "Canção do amor demais" de 1958 com João Gilberto tocando violão com sua batida diferente e característica da bossa nova.   Antonio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim morou muito tempo nos Estados Unidos da América tendo participado de inúmeras gravações com famosos músicos e cantores americanos como Frank Sinatra, Stan Getz, Miles Davis, Quincy Jones, Dizzie Gillespie, Charles Byrd, Sara Vaughn, Ella Fitzgerald e Louis Armstrong. Faleceu dia 8 de dezembro de 1994, aos 67 anos em Nova York. 
 
Vinicius (Marcus Vinícius da Cruz de Melo Morais) é considerado o intelectual brasileiro mais influente e participativo da moderna música popular brasileira. Carioca, nascido na Gávea em 19 de outubro de 1913, formou-se em Direito já praticando sua vocação poética. Trabalhou em jornais e em 1946 assumiu seu primeiro posto diplomático em Los Angeles como vice-consul. Atuou diplomaticamente em Paris e Roma onde frequentou a casa do escritor Sérgio Buarque de Holanda (pai do Chico) então trabalhando na Itália. Em 1954 sua peça "Orfeu da Conceição" foi premiada no concurso do IV Centenário de São Paulo. Em 1956 conheceu Tom Jobim formando-se então a dupla de compositores mais erudita e mais importante da música brasileira da segunda metade do século XX. Vinícius foi um dos intelectuais que mais participou na interligação entre os sambistas populares de morro e os sambistas de cidade, mais eruditos e mais intelectualizados porém não mais sensíveis. Dessa ligação nasceram inúmeras parcerias e músicas históricas. Vinícius é considerado o maior letrista da MPB, pelo musicólogo Ricardo Cravo Albin, quase uma síntese sofisticada de Orestes Barbosa e Noel Rosa.  Vinícius fez também sozinho músicas lindas, como "Serenata do adeus" e "Medo de amar" comprovando seu grande talento musical. Foi homem de extrema sensibilidade, amantíssimo, amou e casou-se com várias mulheres, continuando amigo de todas, amigo leal de seus amigos, faleceu no Rio de Janeiro em 9 de julho de 1980.
O cantor e compositor Agostinho dos Santos nasceu em 25/4/1932 em São Paulo S P. Iniciou sua carreira nos início dos anos 50 como crooner da orquestra de Osmar Milani, uma das mais importantes de São Paulo nos anos 50 e 60. Agostinho atuou na Rádio América de São Paulo e posteriormente na Mayrink Veiga do Rio de Janeiro onde atuou ao lado de Ângela Maria, Sylvia Telles e a Orquestra Tabajara. Seus maiores sucessos foram "Meu benzinho" valsa de Hawe, Gussin e Caubi de Brito, "Chove lá fora" de Tito Madi, "Amor em paz" de Tom e Vinícius, "Dindi" de Tom e Aloysio de Oliveira. Participou do movimento bossa nova, inclusive no famoso show do Carnegie Hall de Nova Yorque. Faleceu precocemente em 12/7/1973 num acidente de avião em Paris na França.
 
Dárcio Fragoso
 
 
 
 
 
Amor em paz
(1960)
 
Composição : Tom Jobim e Vinícius de Moraes
 
Interpretação : Agostinho dos Santos
 
 
 
Eu amei
E amei, ai de mim, muito mais do que devia amar
E chorei
Ao sentir que iria sofrer e me desesperar
Foi assim 
Que da minha infinita tristeza aconteceu você
Encontrei
Em você a razão de viver e de amar em paz
E não sofrer mais
Nunca mais
Pois o amor é a coisa mais triste quando se desfaz 
 

Eu amei
E amei, ai de mim, muito mais do que devia amar
E chorei
Ao sentir que iria sofrer e me desesperar
Foi assim 
Que da minha infinita tristeza aconteceu você
Encontrei
Em você a razão de viver e de amar em paz
E não sofrer mais
Nunca mais
Pois o amor é a coisa mais triste quando se desfaz
 

Pois amor é a coisa mais triste quando se desfaz
 
Eu amei
 
Eu amei
 
 
 
 
Música: Amor em paz
Autoria: Tom Jobim e Vinícius de Moraes

Interpretação: Agostinho dos Santos
 
Pesquisas e História por Dárcio Fragoso
Plano de fundo :Agostinho dos Santos por Marilene
Imagens adquiridas em E-Groups de Trocas
Projeto ,Formatação e Edição Final :
Marilene Laurelli Cypriano

 
Para enviar a um amigo clique no coração
e siga as instruções 
 
|PrincipalMenu |Fale comigo | Voltar
Direitos autorais registrados®
 
Importante:
Nosso objetivo é resgatar, preservar e divulgar músicas populares brasileiras. Através da internet propiciamos às pessoas, em qualquer lugar do mundo, acesso às belíssimas músicas brasileiras que se constituem num dos aspectos mais ricos e importantes da nossa cultura, retratando costumes, idéias e valores de cada época. Nosso único compromisso é com os compositores, cantores e suas obras. Não temos nenhum objetivo comercial, nem financeiro, nem econômico; nossas imagens, músicas e letras são obtidas nos diversos sites da internet; divulgamos todos os créditos, arcamos com os custos de nosso trabalho e da manutenção do site.  

Página melhor visualizada
em Internet Explorer 4.0 ou Superior
1024 x768
 
The full length songs on these sites are copyrighted by the respective artist and are placed here for entertainment and evaluation purposes. No profits are made for this site from their use. Please support these artists and purchase their music if you like it. I accept no legal liability for misuse by others of any of these selections as in regard to any and all copyrights which may or not be applied to any selection contained within these pages. 

Todas as músicas deste site têm seus direitos autorais garantidos para seus autores e intérpretes e estão aqui apenas para avaliação e entretenimento, não sendo possível copiá-las. Nenhuma recompensa financeira é obtida pelo proprietário do site ou de quem aloca este espaço. Por favor apoie o artista e compre seu disco, se você gostar da música. Não será aceita qualquer responsabilidade legal pelo uso indevido destas páginas e suas músicas  por pessoas não autorizadas por quem de direito. 


Direitos Autorais Reservados ®
* Campanha pelos Direitos Autorais na Internet *