Aos pés da cruz
(1942)
 
Samba
 
Composição: Marino Pinto e José Gonçalves
 
Interpretação: Orlando Silva
 
 Música composta em 1942, teve imenso sucesso pelas apresentações que Orlando Silva fazia em seus programas radiofônicos mesmo antes de gravá-la. Recebeu posteriormente inúmeras gravações, inclusive de João Gilberto em seu famoso LP "Chega de saudades" de 1959, onde João em homenagem aos artistas mais antigos gravou "Aos Pés da Cruz", "Morena boca de ouro" de Ary Barroso e "Rosa Morena" de Dorival Caymmi em  roupagem de bossa-nova.
O compositor Marino do Espírito Santo Pinto nasceu em 18/7/1916 em Bom Jardim RJ e iniciou carreira artística em 1938 a princípio apenas como letrista. Sua composição "Fale mal ...mas fale de mim" com Ataulfo Alves foi gravada por Aracy de Almeida em 1938 com grande sucesso. Foi autor de inúmeros sucessos como "Nós os carecas" (Nós, nós os carecas, com as mulheres somos maiorais, pois na hora do aperto é dos carecas que elas gostam mais...) com Alberto Ribeiro e Arlindo Marques Jr., "Aos pés da cruz" com Zé da Zilda, samba de enorme sucesso, "Quem haveria de pensar" com Valdemar Gomes, "Cabelos brancos" com Herivelto Martins e muitas outras. Mas o grande sucesso de Marino Pinto foi "Segredo" com Herivelto Martins e que integraria a famosa polêmica entre Herivelto e Dalva após sua separação. Marino Pinto foi autor de 300 composições, dentre as quais inúmeros sucessos de público e crítica. Teve os mais importantes parceiros da música popular brasileira, indo desde Wilson Batista, passando por Herivelto Martins até Tom Jobim. Marino PInto faleceu em 28/1/1965 no Rio de Janeiro.
 
O cantor e compositor Zé da Zilda, nome artístico de José Gonçalves, nasceu em 6/1/1908 no Rio de Janeiro RJ. Desde muito cedo esteve em contato com músicos, principalmente Cartola e
Carlos Cachaça, da Mangueira. Formou com a cantora Zilda a Dupla da Harmonia, apresentando-se em teatros e programas de auditório em várias rádios do Rio de Janeiro, sempre com muito sucesso. Casaram-se em 1938, passando a chamar-se artisticamente cada um deles como Zé da Zilda e
 Zilda do Zé. É autor de mais de cem composições, sendo "Aos Pés da Cruz" seu maior sucesso. Seus outros sucessos foram "Gostosinho" com Ari Monteiro, "Enquanto eu viver" e "Luz da madrugada" com
 Orlando Silva, "Hoje, não" com Antonio Maria, "Não quero mais amar a ninguém" com Cartola e Carlos Cachaça e seu grande sucesso carnavalesco "Saca-rolha" com Zilda do Zé e Valdir Machado. Faleceu precocemente em 10/10/1954 no Rio de Janeiro.
 
Orlando Garcia Silva nasceu em 3/10/1915 no Rio de Janeiro.  Cantava em circos e em pequenos shows, até que seu irmão o levou a fazer teste na Rádio Cajati. Numa das tentativas o compositor Bororó ficou tão impressionado com a bela voz de Orlando que levou-o até o Café Nice onde se apresentava Francisco Alves já cantor famoso. Este ao ouvi-lo gostou tanto que convidou-o a estrear em seu programa. Assim sendo Orlando Silva estreou no rádio aos 18 anos em 23 de junho de 1934 no programa de Francisco Alves na Rádio Cajuti. Em 1937 Orlando Silva foi o primeiro cantor a gravar o choro "Carinhoso" de Pixinguinha e Braguinha, que no verso trazia também de Pixinguinha a valsa "Rosa" com letra de Otávio de Souza, um dos maiores sucessos de Orlando Silva. Gravou ainda inúmeros sucessos: "Errei , erramos" de Ataulfo Alves, "Páginas de dor" de Pixinguinha e Cândido das Neves, "Meu consolo é você" de Nássara e Roberto Martins, "Sertaneja" de René Bittencourt, "Aos pés da cruz" de Marino Pinto e José Gonçalves, "Faixa de cetim" de Ary Barroso. A partir de 1942 sua carreira entrou em declínio, por envolvimento com drogas. Ao morrer em 7/8/1978, atendendo um de seus últimos desejos, Ricardo Cravo Albin conseguiu junto ao presidente do Clube de Regatas do Flamengo, que seu corpo fosse velado na sede de seu clube do coração. Segundo os críticos, pode-se identificar dois Orlandos em sua carreira: o dos anos de ouro, entre 1936 e 1942, perfeito, O Cantor das Multidões, como foi apelidado pelo locutor Oduvaldo Cozzi, cantando um repertório maravilhoso e impecável e o Orlando posterior, já afetado pelas drogas, em decadência profissional e pessoal. Apesar de tudo isso Orlando Silva é considerado pela crítica especializada como o maior cantor de sua época e lembrado como a voz que estabeleceu definitivamente a moderna forma brasileira de cantar.
 
Dárcio Fragoso
 

 
Aos pés da cruz
(1942)
 
Samba
 
Composição: Marino Pinto e José Gonçalves
 
Interpretação: Orlando Silva
 

  
 Aos pés da Santa Cruz  você se ajoelhou
 E em nome de Jesus um grande amor você jurou
Jurou, mas não cumpriu, fingiu e me enganou
Pra mim você mentiu
Pra Deus você pecou

Aos pés da Santa Cruz  você se ajoelhou
E em nome de Jesus um grande amor você jurou
Jurou, mas não cumpriu, fingiu e me enganou
Pra mim você mentiu
Pra Deus você pecou
 
O coração tem razões  que a própria razão desconhece
Faz promessas e juras, depois esquece
Seguindo este princípio você também prometeu
Chegou até a jurar um grande amor 
  Mas depois se esqueceu 
 

 
O coração tem razões que a própria razão desconhece
Faz promessas e juras, depois esquece
Seguindo este princípio você também prometeu
Chegou até a jurar um grande amor 
  Mas depois se esqueceu
 
Aos pés da Santa Cruz  você se ajoelhou
E em nome de Jesus um grande amor você jurou
Jurou, mas não cumpriu, fingiu e me enganou
   Pra mim você mentiu
    Pra Deus você pecou

 
 
 
Música: Aos pés da cruz
Autoria: Marino Pinto e José Gonçalves
Interpretação: Orlando Silva
 
Pesquisas e História por Dárcio Fragoso
Plano de fundo por Marilene 
Imagens adquiridas em E-Groups de Trocas
Projeto ,Formatação e Edição Final :
Marilene Laurelli Cypriano

 
Para enviar a um amigo clique no coração
e siga as instruções 
 
|PrincipalMenu |Fale comigo | Voltar
Direitos autorais registrados®
 
Importante:
Nosso objetivo é resgatar, preservar e divulgar músicas populares brasileiras. Através da internet propiciamos às pessoas, em qualquer lugar do mundo, acesso às belíssimas músicas brasileiras que se constituem num dos aspectos mais ricos e importantes da nossa cultura, retratando costumes, idéias e valores de cada época. Nosso único compromisso é com os compositores, cantores e suas obras. Não temos nenhum objetivo comercial, nem financeiro, nem econômico; nossas imagens, músicas e letras são obtidas nos diversos sites da internet; divulgamos todos os créditos, arcamos com os custos de nosso trabalho e da manutenção do site.  

Página melhor visualizada
em Internet Explorer 4.0 ou Superior
1024 x 768
 
The full length songs on these sites are copyrighted by the respective artist and are placed here for entertainment and evaluation purposes. No profits are made for this site from their use. Please support these artists and purchase their music if you like it. I accept no legal liability for misuse by others of any of these selections as in regard to any and all copyrights which may or not be applied to any selection contained within these pages. 

Todas as músicas deste site têm seus direitos autorais garantidos para seus autores e intérpretes e estão aqui apenas para avaliação e entretenimento, não sendo possível copiá-las. Nenhuma recompensa financeira é obtida pelo proprietário do site ou de quem aloca este espaço. Por favor apoie o artista e compre seu disco, se você gostar da música. Não será aceita qualquer responsabilidade legal pelo uso indevido destas páginas e suas músicas  por pessoas não autorizadas por quem de direito. 


Direitos Autorais Reservados ®
* Campanha pelos Direitos Autorais na Internet *